99 99107-5401 / 98117-0791

Notícias

Home > Notícias > Governo deve gerar mais de 600…

Governo deve gerar mais de 600 oportunidades de trabalho no São João do Maranhão em São Luís

É tempo de São João… de festejar, se divertir, de saborear os diversos pratos típicos da época. Ainda mais para centenas de maranhenses que estão trabalhando na montagem das estruturas dos arraiais promovidos pelo Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura de São Luís, e vão trabalhar durante os 12 dias de festa, de 19 a 30 de junho. Para estes, o período, também, é oportunidade de renda extra, seja com um trabalho temporário, seja com comercialização de produtos nos três principais espaços de apresentações culturais da capital.

Nos arraiais montados no Ipem, Praça Maria Aragão e Praça Nauro Machado, são estimados mais de 200 postos de trabalho temporário, apenas na montagem de barracas, palco, som e luz, decoração, produção, locução, segurança e organização dos espaços. Além disso, a previsão é de que mais de 400 pessoas tenham renda extra com a comercialização de comidas, bebidas e produtos de artesanato, totalizando a geração de mais de 600 oportunidades de trabalho durante os 12 dias de festejo junino.

O secretário de Estado de Trabalho e de Economia Solidária, Jowberth Alves, pontuou o dado positivo para o Maranhão. “É um período festivo onde o Governo do Estado consegue promover geração de trabalho e renda, o que aquece a economia local. Isso vai além! Aqueles que são atendidos pela política de Economia Solidária terão oportunidade de comercializar seus produtos nessas praças”, acentuou.

Trabalho e renda

Entre as centenas de pessoas que tiveram a oportunidade de um trabalho temporário durante a preparação para o São João do Maranhão, está Alexsandro Marinho, 27 anos, que trabalhou na montagem de estrutura e ornamentação dos espaços de apresentação do arraial da Praça Maria Aragão. Ex-dançarino de quadrilha e cacuriá, o trabalhador conta que fica feliz em poder estar unindo a paixão pelas festas juninas com a oportunidade de trabalhar. “Já dancei muito nos arraiais, agora eu estou arrumando o espaço para meus amigos se apresentarem e aproveito para trabalhar e ganhar uma renda extra”, disse.

Já para o casal de amigos, Francisco Eduardo e Fátima Castro, a renda virá durante os 12 dias de festa na Praça Maria Aragão. Eles montaram uma barraca nos arredores do espaço e planejam ganhar uma boa grana com a venda de lanches diversos, como batata frita, churrasquinho, cachorro quente, dentre outros produtos.

“É a primeira vez que eu trabalho com vendas neste período. Espero conseguir ganhar um ‘dinheirinho’ para ajudar no sustento da família”, disse Francisco Eduardo. Já Fátima Castro, explica que trabalha há vários anos com vendas de alimentos no evento e que o momento é muito oportuno. “Aqui dá para vender bastante, e no final a renda é sempre muito boa”, comentou.

São João do Maranhão

A programação oficial do São João do Maranhão terá 12 dias de festas com uma média de seis apresentações por noite, de 19 a 30 de junho. São três arraiais: Ipem, Praça Maria Aragão e Praça Nauro Machado, este último espaço no Centro Histórico receberá atrações sempre às sextas-feiras e sábados; às quartas a festança junina no Centro Histórico será na Casa do Tambor de Crioula; e às sextas na Praça dos Catraieiros.

O Arraial da Praça Maria Aragão contará com mais de 100 atrações em 12 dias de festividades. Além dos arraiais oficiais, o São João do Maranhão acontece, também, nos bairros da Cidade Operária, João de Deus, Anil, João Paulo, Liberdade, Anjo da Guarda e Largo de Santo Antônio.

FONTE:http://www.ma.gov.br/agenciadenoticias/desenvolvimento/governo-deve-gerar-mais-de-600-oportunidades-de-trabalho-no-sao-joao-do-maranhao-em-sao-luis



Visualizado 111 vezes.