99 99107-5401 / 98117-0791

Notícias

Home > Destaques > ENTREVISTA: Juiz Dr. Jorge Leite fala…

ENTREVISTA: Juiz Dr. Jorge Leite fala ao CUXÁ sobre projeto de prevenção às drogas nas escolas de Bacabal

O Juiz Jorge Antônio Sales Leite está promovendo nas escolas do município um projeto educativo que tem como objetivo conscientizar pais e alunos sobre prevenção às drogas. Já foram visitadas algumas escolas, a exemplo do Jorge José de Mendonça e Eligio Almeida, ambas localizadas no bairro Trizidela.

O projeto leva para os espaços escolares uma série de atividades, tais como questionários com os alunos sobre o entendimento deles referente à temática “drogas, palestras com os pais dos alunos, oficinas com os professores (preparação), além de projetos pilotos desenvolvidos concomitantemente, a exemplo do projeto FICAI que é desenvolvido em parceria com a faculdade Pitágoras, onde as atividades nas escolas são feitas pelos alunos da área de saúde. O Dr Jorge Leite explica detalhadamente ao Portal CUXÁ. Confira a íntegra dessa entrevista:

PORTAL CUXÁ: Como surgiu a ideia do projeto?

Dr. Jorge Leite: Desde que eu cheguei aqui em 2015, a gente fez o contato com toda a rede de assistência social e saúde e toda uma rede de amparo que trabalhava com a temática relacionada à prevenção às drogas: associações religiosas, para que a gente pudesse saber o que tinha realmente de trabalho nesse  sentido. E fizemos várias reuniões durante o ano de 2015, 2016… E catalogando estes projetos, a gente verificou que existe já projetos até bons, o grupo “Vamos”. Então a gente começou essas reuniões com o pessoal do CRAS, CREAS, CAPES e fizemos reuniões semanais aqui no Fórum, acho que durante mais de um ano… E depois a gente verificou que teríamos que construir nosso Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas e assim foi feito. Não foi fácil! Criamos então o Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas com apoio de vários órgãos: Ministério Público, Defensoria Pública. E o Conselho já é atuante aqui no município e dentro do conselho temos as comissões. Comissão de prevenção, comissão de cuidado e a de repressão. A gente tem toda uma finalidade de criar na realidade do município um núcleo de justiça restaurativa liga ao Centro de Conciliação e Mediação Judicial. Então o projeto surgiu assim.

PORTAL CUXÁ: Onde e como está se dando a aplicabilidade do projeto?

Dr. Jorge Leite: Então, hoje o que estamos fazendo efetivamente. Estamos aplicando um projeto de prevenção às drogas nas escolas. Nós temos 3 escolas hoje onde estamos aplicando esse projeto aqui  na cidade. E nós estamos nessa fase. O projeto é estruturado em fases e nós já estamos aplicando a fase de oficinas.

PORTAL CUXÁ: Quais são as escolas onde o projeto já está sendo desenvolvido e gostaria que nos falasse quais as atividades já realizadas?

Dr. Jorge Leite: Nas escolas estão fazendo a fase de avaliação com os alunos. Saber o nível de interação daquele alunado com a temática das drogas. Até pra sabermos com quem a gente irá trabalhar. São questionários que passamos aos alunos. Os professores fazem isso. Eles (alunos) não precisam se identificar. São perguntas simples: se conhecem drogas, se existem drogas lícitas ou ilícitas, se conhece alguém que já usou drogas…  Pra gente poder trabalhar de forma mais eficiente. E fazemos oficinas com os professores.

PORTAL CUXÁ: De que forma se dá essa preparação com os professores nas escolas?

Dr. Jorge Leite: chamamos os coordenadores pedagógicos e trabalhamos alguns projetos, inclusive um projeto da professora Guilhermina que trabalha a temática  de forma transversal. Cada matéria precisa trabalhar a temática. Então, a gente tem essa parte com os coordenadores, conversa com eles, mostra os projetos e eles vão preparar os professores. E também tem o momento nosso com os professores para sensibilizá-los, mostrar também a parte científica da nossa participação em seminários, cursos. A gente passa toda essa experiência aos professores, para eles estarem aptos a trabalhar com seus alunos.

PORTAL CUXÁ: E em relação aos pais dos alunos, como isso é trabalhado?

Dr. Jorge Leite: Temos o momento com os pais. A própria lei diz que a responsabilidade é compartilhada. Compartilhada entre a União, estados e municípios e toda a sociedade e todos os órgãos. Inclusive ela fala dessa inter relação entre os órgãos. A gente sabe que a questão da dependência química é doença, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). A própria Constituição diz que os casos relacionados à saúde pública é responsabilidade de todos, todos os entes. Então, nós vamos às escolas. Hoje estamos aplicando em 3 escolas. Já aplicamos por dois anos na Francisco Vieira Lins, agora estamos na U.E. F Eligio Almeida, Jorge José de Mendonça e Frei Solano. Temos um grupo no Whatsapp com coordenadores, com os professores. Já fomos a essas escolas duas vezes trabalhar oficinas com eles. Na próxima semana teremos o momento com os pais. A gente chama a temática de “Direitos, Responsabilidades e Deveres dos Pais”. A gente chama todos os pais, vamos mostrar o projeto pra eles e vamos cobrar também deles a participação efetiva para que eles acompanhem os filhos. E a gente tem o projeto FICAI aí dentro dessa temática.

PORTAL CUXÁ: O que é o FICAI e como funciona nesse contexto?

Dr. Jorge Leite: É justamente uma sistemática que a gente utiliza para verificar se o aluno está fora de aula. E a gente faz todo um regramento para responsabilização do pai que está omisso nessa obrigação. Fora isso, temos também a parceria com a “Pitágoras” para que os alunos da área de saúde da faculdade venham  dar palestras para as alunas. Sabemos que a gravidez na adolescência é uma das causas maiores de interrupção da permanência em sala de aula. Então, nós estamos essa parceria também. Nós temos esses momentos com os pais que é de fundamental importância.

PORTAL CUXÁ: Sabe-se que nesse projeto há olimpíadas, como funcionam?

Dr. Jorge Leite: As olimpíadas “Juntos somos mais fortes que as drogas”. Os alunos do 5º ao 9º ano competem entre si. São várias premiações: gibi, redação, paródias, teatro. Então, a gente acaba premiando os melhores trabalhos, vocês precisam ver os resultados que já ocorreram. São primorosos! E agente ver que estamos alcançando nossos objetivos.

Abaixo, após atividades nas oficinas de preparação, o Dr Jorge Leite pousa para foto junto aos coordenadores e professores das escolas Jorge José de Mendonça e Elígio Almeida, ambas escolas do bairro Trizidela.

 



Visualizado 126 vezes.