99 99107-5401 / 98117-0791

Notícias

Home > Notícias > Após ser criticado, Salles desafia…

Após ser criticado, Salles desafia jornalista Miriam Leitão para 1 debate

Após ser criticado pela jornalista Miriam Leitão em uma coluna do jornal O GLOBO no domingo (7.jul.2019), o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a chamou para 1 debate na rádio CBN, emissora onde Miriam também trabalha.

Em sua conta no twitter, Salles disse que durante sua última entrevista à GloboNews Míriam não “conseguiu derrubar” nenhum dos seus argumentos e que agora, em 1 texto unilateral, surgiam “verdades absolutas” da jornalista.

Em 3 de julho, Salles foi entrevistado no programa Central GloboNews pelos jornalistas Heraldo Pereira, Natuza Nery, Cristiana Lôbo, Merval Pereira, João Borges e Miriam Leitão. O ministro do Meio Ambiente falou sobre problemas da pasta e exigências ligadas à preservação ambiental feitas pela União Europeia e o Fundo Amazônia.

Depois da conversa, em sua coluna no jornal O Globo, Miriam disse que o ministro apresentou números e fatos imprecisos quando falou sobre o desmatamento da Amazônia. De acordo com a jornalista, Salles montou teses insustentáveis ao fazer comparações sobre os quilômetros de floresta desmatados.

Na entrevista, o ministro disse que o Brasil é 1 exemplo de conservação ambiental. O chefe da pasta do meio ambiente disse na ocasião que o desmatamento na Amazônia chegou “zero vírgula zero vírgula dois por cento“, e que por isso, percentualmente, já teria se aproximava de zero. As afirmações foram contestadas pela jornalista em seu texto.

Miriam rebateu o argumento dizendo: “É preciso dizer, com números e letras, o quanto o ministro errou aqui. Inventou duas vírgulas seguidas depois do zero. Não é a terceira casa decimal. Depois, ele corrigiu para 0,16%, mas o problema é que a ideia é toda descabida. Nas redes sociais, foram feitos cálculos sobre o absurdo do raciocínio, mostrando que se a mesma conta for feita com os 61 mil homicídios pelos mais de 200 milhões de habitantes o país teria homicídio zero. Dá para fazer sumir todos os problemas se a gente quiser brincar com os números.

Outro ponto tratado por Míriam foram as críticas da União Europeia sobre a maneira que o Brasil conduz as questões ambientais. Para Salles, as críticas europeias decorrem do medo dos concorrentes do agronegócio. Já segundo Míriam, apesar de protecionista, a Europa é cliente e não concorrente.

 

 

FONTE: https://www.poder360.com.br/governo/apos-ser-criticado-salles-desafia-jornalista-miriam-leitao-para-1-debate/

 

 

 



Visualizado 24 vezes.