99 99107-5401 / 98117-0791

Notícias

Home > Destaques > 1º dia da 14º agrofeira reúne muitos…

1º dia da 14º agrofeira reúne muitos pecuaristas e expositores

Hoje, dia 19, aconteceu a abertura de mais uma agrofeira. Esta é a edição 14º. O evento traz muitas exposições, informações de grande utilidade e muitas novidades.

Hoje a partir das 8h aconteceu a comercialização de animais e produtos (programa pró-genética). Logo em seguida ocorreram três cursos: curso de operação e manutenção de tratores e implementos, curso de administração de propriedade em regime de economia familiar e o curso de trabalhador na produção de derivados do leite.

A Empresa Matsuda esteve com seu estande montado e representada pela srª Elenir Silva, administradora da empresa em Bacabal, srº Neto Branbilla diretor comercial da fábrica da Matsuda de Imperatriz, William Silva, zootecnista e Wesley Leite, engenheiro agrônomo, que lá estavam a atender os clientes.

“A feira a cada ano que se passa fica melhor e a Matsuda como sempre é parceira dos grandes eventos. Estamos aqui com nosso estande, apresentando novas tecnologias […] o grupo Matsuda apresenta um diferencial, que nenhuma empresa de agronegócio tem: saúde animal tem semente, equipamentos e com mais de vinte pessoas aqui para atender e mostrar todo diferencial de mercado”, diz o diretor comercial da Matsuda, srº Neto Branbilla.

William Silva, zootecnista, falando sobre sua especialidade na Matsuda, disse ao Portal CUXÁ, que a mineralização é uma maneira que faz com que os animais saiam mais rápido da propriedade e obtém-se com isso um rendimento mais eficaz. Para ele, a pastagem hoje tem deficiência e é importante trazer essas informações para agrofeira, porque faz o mercado evoluir. Ele ainda ressalta que é importante falar sobre a nutrição dos animais “se a gente não melhorar a nutrição dos animais, a gente não consegue ver esse animal sair mais rápido de dentro da propriedade”, frisa.

“A Matsuda é uma empresa que já está no agronegócio há muitos anos. Estive presente na agrofeira de 2017 e pude perceber que o evento cresceu bastante, até mesmo pelo número de empresas que aumentou. Isso é sinal que está no caminho certo”, pontua Wesley Leite, engenheiro agrônomo.

O SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) esteve presente em mais uma agrofeira e para a Sr.ª Ana Joaquina, representante, o SENAR veio agora mais preparado, com mais instrutores, treinamento de máquinas agrícolas, gestão de fazendas e o curso de produtos derivados do leite. “Bacabal tem um potencial muito grande de leite e isso precisa ser implementado”, diz.

Domingo Moura e Ruy Dias, ambos pecuaristas, disseram que se sentem entusiasmados e que a agrofeira deste ano promete ser bem positiva. “Este ano esperamos que tenha boa venda de animais, tanto quanto foi ano passado, pois ano passado quase todos animais foram vendidos”, frisou Domingo Moura.

A produtora rural, srª Vanderleia esteve mostrando a exposição de derivados do leite, para ela tudo é feito com muito esmero, muito carinho. “trouxemos nossos produtos artesanais, feitos na fazenda Canaã, queijos variados, pão caseiro, doce de leite etc”, fala.

 

A agrofeira acontece no Recinto dos Leilões, na Avenida João Alberto SN, Bairro Areal e se encerra dia 23. Amanhã a partir das 8h haverá comercialização de animais e produtos, às 19h palestras e logo depois muita música boa com som ao vivo.

 

 



Visualizado 254 vezes.