99 99107-5401 / 98117-0791

Economia

Home > Economia > Vendas do varejo caem 0,1% em maio, 2º…

Vendas do varejo caem 0,1% em maio, 2º resultado negativo seguido

As vendas do varejo caíram 0,1% em maio. No mês anterior, o comércio já havia recuado 0,4%.

Os dados com ajuste sazonal (espécie de compensação sobre eventos isolados do período para comparação) foram divulgados nesta 5ª feira (11. jul.2019) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em relação a maio de 2018 (série sem ajuste sazonal), quando houve a greve dos caminhoneiros, o setor avançou 1%. Foi a 2ª taxa positiva consecutiva. Com isso, o varejo acumulou ganho de 0,7% nos primeiros 5 meses do ano.

Para a gerente da pesquisa, Isabella Nunes, o alto nível de incerteza quanto aos investimentos futuros e ao mercado de trabalho se reflete nos fracos resultados do setor. “A população ocupada está crescendo, mas esse aumento é explicado pela informalidade, então a qualidade de renda é baixa para o consumo se estender para além de atividades que não sejam básicas.”.

SEIS ATIVIDADES CRESCEM

Apesar do recuo mensal, 6 das 8 atividades investigadas pelo IBGE registraram alta em maio em relação a abril.

Os destaques positivos foram: hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,4%), tecidos, vestuário e calçados (1,7%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,9%) e móveis e eletrodomésticos (0,6%).

Influenciaram o resultado negativamente, no entanto: outros artigos de uso pessoal e doméstico (-1,4%) e combustíveis e lubrificantes (-0,8%).

Eis o resultado por atividade:

  • outros artigos de uso pessoal e doméstico: -1,4%;
  • móveis e eletrodomésticos: 0,6%;
  • tecidos, vestuário e calçados: 1,7%;
  • hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo: 1,4%;
  • combustíveis e lubrificantes: -0,8%;
  • equipamentos e material para escritório, informática e comunicação: 2,2%;
  • livros, jornais, revistas e papelaria: 0,4%;
  • artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos: 0,9%.

VAREJO AMPLIADO AVANÇA 

No comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, as vendas subiram 0,2% em relação a abril de 2019.

Frente a maio de 2018, o volume cresceu 6,4%. Foi a 2ª taxa positiva consecutiva. Assim, o setor acumulou alta de 3,3% no ano.

FONTE: https://www.poder360.com.br/economia/vendas-do-varejo-caem-01-em-maio-2o-resultado-negativo-seguido/

 



Visualizado 20 vezes.