99 99107-5401 / 98117-0791

Notícias

Home > Destaques > EM ENTREVISTA, NOVO COMANDANTE MAJOR…

EM ENTREVISTA, NOVO COMANDANTE MAJOR DUARTE FALA SOBRE SUA ATUAÇÃO EM BACABAL.

O Major Jerryslando Brito Duarte, assumiu no lugar do Major PM Luís Rodrigo, que comandava interinamente a unidade. É a 3º passagem do Major Duarte por Bacabal.

Sua 1º passagem pela cidade ocorreu em 1998, onde chegou como aspirante PM, saindo tenente. Anos depois, em 2012, retorna como capitão em sua segunda temporada e retorna em 2019, no posto de Major. Assumiu no dia 14/02/2019.

Ao Portal CUXÁ, o novo comandante concede uma entrevista exclusiva, onde fala das principais ações realizadas.

Portal CUXÁ: Major Duarte, ao assumir, de imediato quais foram suas primeiras providências tomadas no 15º BPM de Bacabal?

Comandante Duarte: Ao assumir nosso comando aqui no 15º BPM de Bacabal, a primeira providência foi entender o policiamento da cidade. Estudar estatística, saber onde estavam acontecendo as ocorrências e como estava estabelecido o nosso policiamento ostensivo  e repreensivo. A partir desse ponto que nos começamos a trabalhar algumas mudanças no policiamento. A mudança mais significativa foram as abordagens e estabelecer as barreiras, que são matutina, vespertina e noturna com operação sempre com um oficial ou suboficial à gente das guarnições.

Portal CUXÁ: E sobre a implantação do Conselho Municipal de Segurança, o que foi dialogado e o que ficou definido naquela reunião de 20 de março no Fórum da cidade?

Comandante Duarte: O Conselho Municipal de Segurança Pública estava sendo trabalhado, como prevê na sua constituição legal, há uma norma federal que regulamenta os conselhos, em todas as instituições de segurança pública e justiça. Então, está lá Polícia Militar, representada pelo comandante do Batalhão. Está a polícia civil representada pelo delegado regional, dr Renato; está a justiça representada pelo dr Jorge Leite, está o Ministério Público representada pelo dr Teomário. Nós temos membros da OAB, membro do poder executivo, membro do legislativo e representante da sociedade. Estamos trabalhando pela implantação, onde foi estabelecido um projeto de lei, submetido ao Executivo para que apresente à Câmara Municipal e aprove a instalação do Conselho Municipal de Segurança.

É bom frisar que esse Conselho, apesar de ter o termo “municipal”, não está ligado diretamente ao Poder Executivo do Município. Ele é municipal por ser da cidade de Bacabal. Mas são instituições comprometidas com a Segurança Pública de Bacabal que estão sentando para discutir melhoria no fator Segurança Pública.

Portal CUXÁ: A implantação do vídeo monitoramento já é algo certo ou ainda tem muito que ser dialogado com outras autoridades?

Comandante Duarte: O vídeo monitoramento eu já trouxe essa ideia assim que cheguei. Porque já fui coordenador de vídeo monitoramento na cidade de Timon. Lá nós temos. Também trabalhei na Central de Operações de São Luís. Então, como fui coordenador, trouxe essa ideia e eu vi a necessidade da cidade de Bacabal. Em, conversa já dentro do Conselho, apresentei a ideia e de pronto recebi o positivo dos demais órgãos a informação que já estava em andamento. Porém, fazendo nosso levantamento, procurando esse projeto, não foi encontrado. Estou concluindo  o projeto do vídeo monitoramento, já com mapa, posição das câmeras e irei apresentar ao Conselho Municipal de Segurança para que nós tomemos  as medidas seguintes que é a implantação de fato, discutir  com os órgãos  públicos e privados, procurar uma parceria.

Portal CUXÁ: Explique para nós o que é o Conselho Comunitário de Segurança Pública e como funcionará?

Comandante Duarte: É um Conselho que está instalado em vários municípios do Maranhão. Ele é um programa da Secretaria de Segurança Pública, que é o Pacto pela Paz. Esse Conselho escolhe pessoas da comunidade que recebem cursos e vão ser os conselheiros. Dentro das cidades se distribuem distritos no conselho. Cada distrito tem um conselho. E esse conselheiro discute na sua comunidade local os problemas relacionados com a segurança, questões como iluminação pública, assaltos, tráfico de drogas etc. E esse Conselho procura as autoridades. O Conselho Comunitário de Segurança Pública está sendo implantado em todo o Estado do Maranhão.

Portal CUXÁ: E com relação ao PROERD (Programa Educacional de Resistência às drogas) e Ronda Escolar. O que tem sido dialogado com a OAB-subseção de Bacabal sobre tais programas, haja vista sua importância à sociedade?

Comandante Duarte: Temos dialogado sim com a OAB, abrindo discussão também com Judiciário, Ministério Público. Estamos marcando reunião com a Secretaria Municipal de Educação. Eu era coordenador também do PROERD em Timon. Então, eu coordenava lá e agora que sou comandante aqui em Bacabal, nós vamos trazer a mesma política: nosso projeto é ampliar. Já estamos em tratativas com a Secretaria de Educação de Bacabal para ampliação e implantação do PROERD de forma mais eficiente, alcançar mais crianças. O PROERD é um programa que planta uma semente para o futuro. Porque a criança que é ensinada hoje que não deve se envolver com droga, dificilmente se envolverá na adolescência. O Ronda Escolar nós iremos apresentar em reunião com diretores escolares como ele funciona nos moldes de hoje em algumas cidades do Maranhão: com viaturas exclusivas para esse programa, onde o policiamento fará uma ronda diuturna nas escolas de Bacabal. Porque as escolas é o ponto de ataque dos traficantes, viciar crianças e adolescentes para que sejam clientes no futuro.

Portal CUXÁ: O crime contra mulher é assustador e as estatísticas nacionais comprovam. Gostaria de saber quais ações já tomadas no presente e quais as futuras em relação à segurança das mulheres bacabalenses?

Comandante Duarte: Então, estamos sempre conversando com nosso efetivo que está na rua é prioridade a atendimento de ocorrências contra a mulher. Porque uma agressão ou ameaça numa residência, pode virar feminicídio. Nós saímos, estatisticamente, estava eu observando, de 0 atendimentos em março de 2018 envolvendo agressões às mulheres, através de atrito conjugal, para 14. Com nosso atendimento, cria na mulher coragem para denunciar. E dentro dessa política de valorização à mulher, da Lei Maria da Penha, da Lei do Feminicídio (…) vamos preparar um treinamento para nossa tropa, e no futuro bem próximo pretendemos criar uma patrulha específica na Maria da Penha.

Portal CUXÁ: Major Duarte, Comandante da 15º BPM de Bacabal, muito obrigado por sua entrevista ao Portal de Notícias CUXÀ?

Comandante Duarte: Muito obrigado. Eu que agradeço.

 

 

 

 

 

 

 

 



Visualizado 136 vezes.